Golos do Santa Clara em Novembro e em Dezembro


No início de cada mês será publicado neste blog um video com os melhores golos do mês passado, e estará disponível uma votação para eleger o melhor golo do mês.

No final da época será publicado um video que vai reunir os melhores golos de cada mês, para depois eleger o melhor golo da época 2011/2012 do Santa Clara.

Fiquem agora com os golos de Novembro e Dezembro, e votem, têm até dia 31 de Janeiro:

http://www.youtube.com/watch?v=MriFHxkhRds

domingo, 31 de julho de 2011

Lutar pelos três pontos na Covilhã  

A época 2011/12 começa domingo com o Santa Clara a defrontar o Sporting da Covilhã na primeira jornada da Bwin Cup. Bruno Moura quer a vitória num jogo que antevê difícil.
 
O Santa Clara abre a época 2011/12 com uma deslocação à Serra da Estrela onde, na tarde de domingo, a partir das 15.00 horas dos Açores, defronta o Sporting da Covilhã em partida válida para a primeira jornada da Bwin Cup. O nosso treinador abordou, em conferência de Imprensa, o arranque da temporada e traçou as metas imediatas.
«Queremos pensar jogo a jogo e progressivamente estaremos mais aptos porque estamos ainda em processo de construção e nem temos o número completo de jogadores para levar para este desafio. De qualquer das formas vamos à Covilhã com o intuito de lutar pela vitória e trazermos um bom resultado para, depois, porque temos dois jogos consecutivos em casa, ultrapassar esta primeira fase», disse.
Bruno Moura pensa no confronto com o Sporting da Covilhã «como sendo uma final», mas também uma «possibilidade de fazer três pontos», não descurando o empate. «Porventura, uma igualdade não seria má, mas vamos apostar na vitória», mesmo sabendo que do outro lado estará um opositor tradicionalmente complicado de bater no seu reduto.
«Espero um jogo difícil porque o Sporting da Covilhã é uma equipa organizada, forte nas transições ofensivas e nas bolas paradas também, mas também sabemos que podemos fazer um jogo positivo e se formos eficazes na finalização como temos sido poderemos trazer um bom resultado».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

sábado, 30 de julho de 2011

Lista de convocados para a Covilhã

O treinador do Santa Clara convocou dezasseis jogadores para a deslocação à Serra da Estrela onde, domingo, a nossa equipa defronta o Sporting da Covilhã em jogo referente à 1.ª jornada da Bwin Cup.

Bruno Moura, treinador da equipa sénior do Santa Clara, convocou dezasseis jogadores para o desafio da 1.ª jornada da Bwin Cup, frente ao Sporting da Covilhã, a realizar no próximo domingo, dia 31, no Complexo Desportivo da Covilhã.

Os convocados são: Stefanovic, Guilherme, Sandro, Nelson, André Simões, Minhoca, Pacheco, Moreira, Platini, Edgar, Dincic, Pipo, Ilic, Lourenço, Fernando e Sylvestre.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Paulo Grilo chega por empréstimo

Jovem médio vem para o Santa Clara cedido pela Académica. Internacional pelas selecções jovens de Portugal reforça o nosso meio-campo.

Paulo Grilo, médio de 19 anos, é o mais recente reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por uma época, cedido a título de empréstimo pela Académica.
Natural da Figueira da Foz, Paulo Grilo é um jovem médio com 1,80 metros e 72 quilos formado na Académica e que conta com presenças nas selecções de sub-15, sub-17 e sub-19 de Portugal. Pode fazer as posições seis e oito no meio-campo mas também já foi utilizado a defesa-esquerdo. A polivalência é, portanto, uma das suas qualidades.
O jogador apresenta-se ao trabalho no início da próxima semana, viajando para Ponta Delgada com a comitiva encarnada depois da partida com o Sporting da Covilhã, referente à primeira jornada da Bwin Cup.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Paulo Grilo pode ser cedido ao Santa Clara

Por Eduardo Pedrosa Marques

O médio Paulo Grilo pode estar a caminho do Santa Clara. O interesse dos açorianos no internacional sub-20 encontrou concordância nos responsáveis da Briosa, que deverão aceder ao empréstimo do atleta de 19 anos por uma temporada.

O esquerdino terá assim a oportunidade de jogar com maior regularidade numa liga competitiva como a Orangina, permitindo-lhe depois regressar a Coimbra para se afirmar em definitivo no plantel dos estudantes.

Outro dos objectivos de Paulo Grilo passa por continuar a fazer carreira na selecção, tendo em mente o objectivo de chegar ao escalão sub-21. Como principal arma, o internacional tem a polivalência, podendo ser utilizado a qualquer posição do meio-campo ou como lateral-esquerdo.

Ainda assim, é provável que o atleta ainda treine com o plantel dos estudantes na sessão matutina desta sexta-feira, devendo depois juntar-se ao plantel orientado por Bruno Moura.

fonte: jornal A BOLA

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Bruno Moura atento aos pormenores

Treinador do Santa Clara não deixa nada ao acaso e no final do treino desta quinta-feira corrigiu alguns pormenores observados durante o trabalho. Intenção é progredir sempre.

Metódico, organizado e sempre atento! Ao olhar microscópico de Bruno Moura não passam despercebidos os mais ínfimos pormenores de um treino e, no final da sessão desta quinta-feira, no relvado do complexo desportivo das Laranjeiras, foi vê-lo explicar aos jogadores as correcções que, no futuro, importa fazer para que a evolução seja uma constante.
O futuro é já o próximo treino e o nosso treinador quer que o colectivo cresça de dia para dia. Tudo o que transmite aos atletas é com o propósito de os fazer evoluir, tanto individual como colectivamente, não deixando para trás aquele que à primeira vista pode ser um pormenor menos importante, pelo menos ao olhar de um adepto comum.
A três dias do arranque da Bwin Cup, Bruno Moura quer a equipa o mais organizada possível para tentar levar de vencida um opositor que já conhece da pré-época. O treino desta quinta-feira mostrou isso mesmo, ou seja, atenção redobrada aos pormenores, concentração elevada e toda uma panóplia de variações de jogo que permitem à nossa equipa encarar a partida com o Sporting da Covilhã com criatividade suficiente para não ficar refém de uma abordagem mais simplista ao jogo.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Trabalho é focado na vitória


Avançado Platini reconhece que os triunfos no Troféu Pauleta podem ter surpreendido mas realça que é a pensar nas conquistas que a equipa trabalha diariamente.

Platini foi um dos jogadores mais utilizados por Bruno Moura na segunda edição do Troféu Pauleta. O avançado fez praticamente os 90 minutos no confronto com a Académica e entrou na segunda parte no desafio com o Guimarães, mostrando estar a caminhar para o melhor rendimento.
O cabo-verdiano salientou estar com vontade de mostrar todo o seu potencial mas repartiu o mérito pelos colegas. «Estou a treinar bem mas nesta fase sinto um pouco de cansaço, o que é normal pois estamos na pré-época. Mas mais importante do que aquilo que eu possa fazer é aquilo que o colectivo pode render e nesse aspecto estamos a construir uma equipa competitiva», disse.
Depois da vitória sobre a Académica, a nossa equipa reforçou a evolução positiva com o triunfo diante do Guimarães. Platini não escondeu alguma surpresa pelos resultados. «São vitórias que surpreendem um bocadinho mas este é o reflexo do trabalho do grupo. Treinamos todos os dias com o pensamento na vitória», atestou.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Vocação ofensiva reforçada no treino

Bruno Moura quer golos para levar de vencida o Sporting da Covilhã no primeiro jogo da Bwin Cup e essa vontade ficou expressa no treino de hoje. A ordem é para rematar!

O plantel profissional do Santa Clara cumpriu na manhã desta quarta-feira, dia 27, mais uma sessão de trabalho já em período de contagem decrescente para o arranque oficial da época 2011/12. No próximo domingo a nossa equipa defronta o Sporting da Covilhã na primeira jornada da Bwin Cup e a sessão matutina deixou bem vincado o desejo de vitória com o treinador a dar ordem para rematar!
Nos sete jogos de preparação que o Santa Clara realizou na pré-temporada marcou doze golos e sofreu apenas quatro, uma performance que Bruno Moura quer transportar para a competição a sério. Por isso, o treino de hoje incidiu sobre os aspectos ofensivos, com o técnico a dar (quase) total liberdade aos jogadores para fazerem golo. Quase porque o exercício obrigava a componentes tácticas que não eram dispensáveis.
Todos os jogadores evoluíram no relvado do complexo desportivo das Laranjeiras pelo que é na máxima força que Bruno Moura prepara a deslocação à Serra da Estrela. Hoje à tarde, no Lajedo, há nova sessão para aprumar os aspectos tidos por necessários para discutir o triunfo frente ao Sporting da Covilhã.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Bwin Cup: Árbitros da primeira ronda

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional divulgou esta quarta-feira os árbitros nomeados para a primeira jornada da Bwin Cup, agendada para este Domingo, dia 31.

O Atlético, recém-promovido à Liga Orangina, defronta na Reboleira, estádio emprestado pelo Estrela da Amadora, o Freamunde, e a partida terá arbitragem de André Gralha.

O União da Madeira, outro emblema que ascendeu à liga de honra, recebe o Estoril e a partida será dirigida por Jorge Ferreira.

No que diz respeito aos despromovidos do primeiro escalão do futebol para o segundo, a Naval recebe o Arouca num jogo com arbitragem de Cosme Machado e o Portimonense defronta, no Algarve, o Moreirense, e Hugo Miguel será o árbitro.





Quadro completo (1ª Fase de Grupos - 31/07):


Grp.B 31/07 Sp. Covilhã 16:00 Santa Clara João Capela
Grp.C 31/07 Atlético CP 16:00 Freamunde André Gralha
Grp.D 31/07 Oliveirense 16:00 Desp. Aves Manuel Mota
Grp.D 31/07 U. Madeira 16:00 Estoril Praia Jorge Ferreira
Grp.B 31/07 Naval 17:00 Arouca Cosme Machado
Grp.C 31/07 Portimonense 17:00 Moreirense Hugo Miguel
Grp.A 31/07 Penafiel 17:00 Belenenses Vasco Santos
Grp.A 31/07 Trofense 17:00 Leixões Marco Ferreira

fonte: zerozero.pt

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Dincic feliz pelo colectivo

Ponta-de-lança esteve em evidência ao marcar os três golos na vitória sobre o Guimarães mas valoriza o colectivo em detrimento do seu rendimento individual.

Dincic foi a estrela maior de um colectivo que brilhou no jogo com o Guimarães na final do Troféu Pauleta, desafio que, recorde-se, o Santa Clara venceu por 3-0 com um hat-trick do ponta-de-lança sérvio. O jogador apareceu sempre no sítio certo para finalizar as jogadas da equipa e repartiu, claro, os louros por todos os colegas.
«Estou muito contente pelos três golos mas o que fiz foi tudo em prol do colectivo. Sinto-me muito feliz porque é sempre bom marcar mas as vitórias são mais importantes para o grupo porque dão-nos confiança e ajudam a evoluir. Marquei eu mas poderia ter sido outro colega. O que importa é que o Santa Clara vença», disse.
Numa apreciação ao período de trabalho que já leva na nossa equipa, Dincic foi claro: «Temos uma boa equipa, uma boa base sobre a qual vamos continuar a trabalhar para evoluir sempre. Estamos focados no trabalho diário e vamos procurar vencer o jogo com o Sporting da Covilhã».
O ponta-de-lança ainda está em fase de adaptação à ilha e à própria equipa porque foi o último reforço a chegar mas acredita que a integração será rápida. «A ilha é muito bonita e as vitórias que obtivemos na pré-época ajudam à adaptação».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Plantel na máxima força para a Serra

Começou a contagem decrescente para o arranque oficial da temporada 2011/12. Domingo, o Santa Clara defronta o Sporting da Covilhã em partida para a primeira jornada da Taça da Liga.

O plantel profissional do Santa Clara entrou na última semana de treino antes do arranque oficial da temporada 2011/12. A sessão matutino desta terça-feira assinalou o regresso ao trabalho depois da vitória por 3-0 diante do Guimarães que ditou a conquista do Troféu Pauleta mas é na deslocação ao recinto do Sporting da Covilhã que todas as atenções se centram de agora em diante.
Bruno Moura tem todos os jogadores em condições físicas para integrarem a primeira convocatória da época tendo em vista o desafio da primeira jornada da Taça da Liga, a disputar no próximo domingo, a partir das 16.00 horas locais, 15.00 horas nos Açores.
O treino desta terça-feira reflectiu sobre a preparação específica para o desafio com os serranos, ultimando o nosso treinador pormenores de natureza táctica com o intuito de discutir os três pontos e obter o melhor arranque possível na competição que abre a nova época.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

terça-feira, 26 de julho de 2011

Vitória no Troféu Pauleta culmina pré-época

Santa Clara derrotou o Guimarães por 3-0 e venceu o Troféu Pauleta. Foi o último jogo de preparação e as indicações apontam para um constante crescimento do rendimento da equipa.

O Santa Clara precisava de um empate para garantir o primeiro lugar no Troféu Pauleta mas a nossa equipa fez questão de presentear os adeptos com uma exibição positiva e um triunfo claro por 3-0 sobre o Guimarães na noite em que Dincic revelou os seus dotes de goleador ao assinar um hat-trick.
Mantendo-se fiel à intenção de em primeiro lugar treinar bem o Santa Clara abordou a partida com total seriedade e escusou-se a ficar à espera para ver o que o adversário, da Liga Zon Sagres, faria. Os nossos jogadores entraram confiantes e aos oito minutos Sandro deu o primeiro sinal de perigo ao cabecear ao lado após livre de Lourenço.
Lá diz o ditado que «quem te avisa, amigo é» e, quatro minutos depois, o Santa Clara concretizou a ameaça perante um Guimarães ainda a tentar perceber onde estava. Dincic, na área, revelou-se letal ao confirmar para golo um primeiro remate de Pipo que Serginho não segurou.
Trocando a bola com segurança no sector defensivo e estabelecendo aí as bases para os ataques que haveriam de repetir-se no decorrer da partida, os encarnados haveriam de dilatar a vantagem num livre irrepreensível de Minhoca que levou a bola direitinha para a cabeça de Dincic. Simples e eficaz! 2-0 aos 27 minutos e os vimaranenses ainda sem saber que filme estava a rodar!
A vencer, o Santa Clara não caiu na tentação de recuar as linhas para começar a defender o resultado e mantendo-se por cima viu Moreira cheirar o terceiro golo à passagem da meia-hora mas Serginho salvou os contornos de goleada antes do descanso. Na única vez que o Guimarães ameaçou a nossa baliza, aos 43 minutos, Guilherme safou o remate de Faouzi já com Stefanovic batido.
A segunda parte começou como terminou a primeira, ou seja, com o Santa Clara por cima, à procura do golo e a poder dilatar a vantagem aos 47 minutos mas Moreira demorou no remate e Serginho ficou dono do lance. Mas não foi preciso esperar muito para o marcador subir mais um degrau: jogada de Minhoca no miolo, Guilherme a aparecer para o cruzamento e Dincic, na passada, a rematar de primeira para o 3-0 final!
De cabeça à nora, os jogadores do Guimarães não evitaram quezílias desnecessárias e, aos 51 minutos, Defendi agrediu Pipo, lance para expulsão que o árbitro, André Almeida, poupou, preferindo recomendar a substituição do defesa vitoriano.
Com uma vantagem de três golos e a vitória praticamente assegurada, Bruno Moura começou a rodar a equipa para ver outros jogadores em campo. A toada, essa manteve-se: mais Santa Clara e menos Guimarães, atónito ainda com os golpes sofridos. Sempre por cima até ao final, a nossa equipa ainda poderia ter elevado a contagem mas faltou precisão no último passe até porque o cansaço num relvado mole já deixava as suas marcas.
Com arbitragem de André Almeida, o Santa Clara alinhou com: Stefanovic; Guilherme, Sandro, Edgar e Nelson; André Simões, Minhoca e Lourenço; Moreira, Dincic e Pipo. Jogaram ainda: Ilic, Sylvestre, Platini, Fernando, Isaías e Filipe.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Santa Clara vence o II Troféu Pauleta

O Santa Clara venceu esta noite com o Vitória de Guimarães por 3-0, o destaque do jogo vai para o avançado Sérvio do Santa Clara, Dincic, que apontou um hat trick.

E assim o Santa Clara venceu o II Troféu Pauleta com duas vitórias sobre equipas da Liga ZON Sagres.

Classificação

1º Santa Clara 6 pontos
2º Vitória de Guimarães 1 pontos
3º Académica 1 pontos

Calendário

Sexta-feira, 22 de Julho Santa Clara 2-0 Académica

Sábado, 23 de Julho Académica 1-1 Vitória de Guimarães

Domingo, 24 de Julho Santa Clara 3-0 Vitória de Guimarães


Melhores marcadores

Dincic (Santa Clara) 3 golos

Lourenço (Santa Clara) 1 golo

Pacheco (Santa Clara) 1 golo

João Real (Académica) 1 golo

El Adoua (Vitória de Guimarães) 1 golo


Gonçalo Melo

Treino ligeiro para recuperar do desgaste do jogo

Em período de pré-época todo o tempo é precioso e depois de mais um jogo de preparação – vitória por 2-0 diante da Académica na abertura do Troféu Pauleta – o nosso treinador não deu descanso aos jogadores e na manhã deste sábado foi vê-los cumprir mais uma sessão de trabalho no relvado do complexo desportivo do Lajedo.

O trabalho incidiu essencialmente em aspectos de recuperação activa dos atletas depois de uma partida desgastante na noite de véspera, ficando os titulares ao cuidado do preparador-físico, Ricardo Chéu, enquanto os restantes aprumaram aspectos de natureza técnica com Bruno Moura.

A finalização voltou a estar em destaque associada a movimentações ofensivas com o intuito de criar desequilíbrios, uma apetência que o colectivo começa a enraizar e que na partida com a Académica deu origem às jogadas dos golos da nossa vitória.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Presença positiva no Torneio de Fermentelos

O último jogo do Torneio de Fermentelos disputou-se no domingo de manhã
frente ao Anadia. Com um único lugar em disputa que pouco alteraria a classificação final, assistiu-se a um jogo aberto com oportunidades das duas equipas, com algum ascendente para o Santa Clara que foi para intervalo sem
marcar mas também sem sofrer.

Na segunda parte o jogo manteve-se equilibrado na divisão de posse de
bola e de oportunidades, mas foi ao Anadia que a vitória sorriu com um
golo solitário por volta dos 10 minutos da segunda parte.

No balanço geral foi uma participação que não desagradou pelo futebol
jogado, com derrotas tangenciais que impediram que a posição na tabela
fosse mais elevada (por exemplo o 1-0 com o Feirense, finalista
vencido). Não assistimos a grandes desníveis de qualidade frente aos
nossos adversários, até em alguns casos bem pelo contrário. Notou-se
sim uma diferença no ritmo competitivo e na capacidade de gerir o
esforço dos atletas, mais ainda com temperaturas elevadas para os
hábitos insulares.

O animado convívio social com equipas de todo o país e de países
estrangeiros e um quadro competitivo que permite sempre seis jogos a cada
equipa afigura-se-nos como uma das mais-valias do torneio que ainda
enferma de muitos pecadilhos organizativos. Referência ainda para a
excelente gastronomia do restaurante D. Rogério responsável pelo
catering das equipas.

Pelo nosso lado confirmamos mais uma vez que a participação de qualquer
equipa de qualquer escalão terá que ser assumido pelo clube e deixar de
ser só "uma coisa de pais", que de certeza estarão sempre empenhados a
apoiar estas realizações. Também na formação o clube deverá dar um
passo decisivo nas suas políticas de imagem, representatividade,
organização e aproveitamento das experiências competitivas que aumentem
as qualidades dos nossos jovens atletas.

Cuidados acrescidos com a representatividade do clube e a selecção dos
atletas a integrar as participações deverão ser objecto da maior
atenção.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

domingo, 24 de julho de 2011

Troféu Pauleta - Académica e Vitória de Guimarães empatam 1-1


O Vitória de Guimarães empatou esta noite com a Académica por 1-1 (O Vitória de Guimarães venceu 5-3 nas grandes penalidades)
Para finalizar o torneio vai realizar-se o jogo Santa Clara - Vitória de Guimarães.
O jogo vai realizar-se às 20:00 horas(horas dos Açores)

Classificação

1º Santa Clara 3 pontos
2º Vitória de Guimarães 1 pontos
3º Académica 1 pontos

Calendário

Sexta-feira, 22 de Julho Santa Clara 2-0 Académica

Sábado, 23 de Julho Académica 1-1 Vitória de Guimarães

Domingo, 24 de Julho Santa Clara - Vitória de Guimarães


Melhores marcadores

Lourenço (Santa Clara) 1 golo

Pacheco (Santa Clara) 1 golo

João Real (Académica) 1 golo

El Adoua (Vitória de Guimarães) 1 golo


Gonçalo Melo

Saldo do balanço é positivo mas há muito para evoluir

Bruno Moura gostou, na generalidade, do desempenho do colectivo em estágio. Jogos com a Académica e Guimarães vão permitir reforçar a assimilação de conteúdos.

É um balanço positivo aquele que o nosso treinador faz das duas semanas de estágio que a nossa equipa realizou em Quiaios, na Figueira da Foz, valorizando Bruno Moura o desempenho colectivo e não atribuindo elevada importância aos resultados que, na maioria dos encontros disputados, foram positivos.
O Santa Clara derrotou o Tourizense e o Feirense por 2-0, empatou com o Sporting da Covilhã (2-2) e Oliveirense (1-1) e perdeu com o Beira-Mar (0-1) no último encontro de carácter particular. Mais do que os resultados, Bruno Moura destacou o crescimento da equipa mas relembro que o caminho a percorrer ainda é longo.
«Neste momento os resultados pouco importam mas posso fazer um balanço positivo do estágio porque deu experiência aos jogadores e permitiu a inserção de reforços na equipa. Permitiu também avaliar os atletas que estavam à experiência e que não deverão fazer parte das nossas soluções futuras», começou por dizer.
O nosso treinador continuou a sua explanação. «Dotámos a equipa de mais rotinas de jogo mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Reformulamos quase todos os sectores, vimos queimando etapas de forma gradual mas precisamos ser mais coesos, mais capazes de criar oportunidades de golo e finalizá-las».
Depois de duas vitórias, dois empates e uma derrota, sete golos marcados e quatro sofridos, Bruno Moura não tem motivos para insatisfação mas não tira os pés do chão e aponta o caminho a seguir. «Estou satisfeito com o empenho e a determinação que os atletas colocaram no estágio. Foram doze dias desgastantes mas no final já deu para dar 90 minutos de jogo a alguns deles. Vamos, agora, ter mais duas partidas pela frente que nos permitirão continuar a assimilar comportamentos e continuar a integrar os reforços».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Troféu Pauleta - Santa Clara 2-0 Académica


O Santa Clara venceu esta noite a Académica por 2-0 (A Académica venceu 5-3 nas grandes penalidades)
Amanhã vai realizar-se o jogo Académica - Vitória de Guimarães.
Para finalizar o torneio vai realizar-se o jogo Santa Clara - Vitória de Guimarães.
Todos os jogos vão realizar-se as 20:00 horas(horas dos Açores)

Classificação

1º Santa Clara 3 pontos
2º Vitória de Guimarães 0 pontos
3º Académica 0 pontos

Calendário

Sexta-feira, 22 de Julho Santa Clara 2-0 Académica

Sábado, 23 de Julho Académica - Vitória de Guimarães

Domingo, 24 de Julho Santa Clara - Vitória de Guimarães


Melhores marcadores

Lourenço (Santa Clara) 1 golo

Pacheco (Santa Clara) 1 golo


Gonçalo Melo

Saldo do balanço é positivo mas há muito para evoluir

Bruno Moura gostou, na generalidade, do desempenho do colectivo em estágio. Jogos com a Académica e Guimarães vão permitir reforçar a assimilação de conteúdos.

É um balanço positivo aquele que o nosso treinador faz das duas semanas de estágio que a nossa equipa realizou em Quiaios, na Figueira da Foz, valorizando Bruno Moura o desempenho colectivo e não atribuindo elevada importância aos resultados que, na maioria dos encontros disputados, foram positivos.
O Santa Clara derrotou o Tourizense e o Feirense por 2-0, empatou com o Sporting da Covilhã (2-2) e Oliveirense (1-1) e perdeu com o Beira-Mar (0-1) no último encontro de carácter particular. Mais do que os resultados, Bruno Moura destacou o crescimento da equipa mas relembro que o caminho a percorrer ainda é longo.
«Neste momento os resultados pouco importam mas posso fazer um balanço positivo do estágio porque deu experiência aos jogadores e permitiu a inserção de reforços na equipa. Permitiu também avaliar os atletas que estavam à experiência e que não deverão fazer parte das nossas soluções futuras», começou por dizer.
O nosso treinador continuou a sua explanação. «Dotámos a equipa de mais rotinas de jogo mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Reformulamos quase todos os sectores, vimos queimando etapas de forma gradual mas precisamos ser mais coesos, mais capazes de criar oportunidades de golo e finalizá-las».
Depois de duas vitórias, dois empates e uma derrota, sete golos marcados e quatro sofridos, Bruno Moura não tem motivos para insatisfação mas não tira os pés do chão e aponta o caminho a seguir. «Estou satisfeito com o empenho e a determinação que os atletas colocaram no estágio. Foram doze dias desgastantes mas no final já deu para dar 90 minutos de jogo a alguns deles. Vamos, agora, ter mais duas partidas pela frente que nos permitirão continuar a assimilar comportamentos e continuar a integrar os reforços».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Brice Niclos

Nome: Brice Niclos

Posição: Guarda-Redes

Data Nascimento: 19-10-1989

Idade: 21 anos

Nacionalidade: França

Altura: 198 cm

Peso 89
Kg

Pé Direito

Clube: CD Santa Clara

Brice Niclos entra para o lugar de Igor Kojic

Guarda-redes francês assinou contrato por duas temporadas. Preenche a vaga deixada em aberto pela saída de Igor Kojic, que não se adaptou.

Brice Niclos, guarda-redes de 21 anos, é mais um reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas depois de ter estado duas semanas à experiência.
Natural de Montpellier, França, Brice Niclos é um jovem guarda-redes com 1,97 metros e 90 quilos com uma ampla margem de progressão. Entre as suas melhores qualidades conta-se a segurança no futebol aéreo e os reflexos rápidos entre os postes.
Brice Niclos será nosso jogador nas próximas duas temporadas, ocupando a vaga deixada em aberto pela saída do sérvio Igor Kojic. O guarda-redes não se adaptou e depois de uma conversa entre as partes chegou-se a acordo para a anulação do contrato.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

quinta-feira, 21 de julho de 2011

SAD rescinde com Fabeta

Jogador não constava dos planos de Bruno Moura para a época 2011/12. Já lhe tinha sido dada autorização para procurar clube. Rescindiu esta quinta-feira, não regressando com a comitiva aos Açores.

A SAD do Santa Clara chegou a acordo com o defesa Fabeta para a rescisão por mútuo acordo do contrato que vinculava as partes até ao final da temporada desportiva 2011/12. A desvinculação foi oficializada nesta quinta-feira, dia 21, pelo que o atleta já não integra a comitiva que regressa do estágio que decorreu em Quiaios.
Pouco utilizado na temporada transacta, Fabeta foi informado no início desta época de que não constava dos planos do nosso treinador para a equipa, ficando desde então devidamente autorizado a procurar clube para prosseguir a carreira.
Ao fim de três semanas a treinar no plantel profissional do Santa Clara e muito pouco utilizado nos jogos de preparação disputados no estágio, Fabeta aceitou a proposta de rescisão, estando a partir de agora livre para assumir qualquer outro compromisso desportivo.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Cansaço e experiências várias ditam derrota no fecho do estágio

Ao quinto jogo de preparação o Santa Clara consentiu a primeira derrota mas não existe motivo para preocupação. Bruno Moura quis ver alguns jogadores em posições que não são as suas de origem.

O Santa Clara terminou o estágio de pré-época com a realização de mais um jogo de preparação, o quinto, tendo consentido a primeira derrota ao perder por 0-1 com o Beira-Mar. O resultado é, como já foi frisado ao longo desta fase, o que menos importa, até porque o nosso treinador procurou testar vários jogadores em posições a que estão pouco habituados.
Frente a um adversário da Liga Zon Sagres, só por si já seria um teste exigente ao qual o Santa Clara respondeu com abnegação e vontade de tentar fazer as coisas bem mas nem sempre os processos saíram conforme desejado porque faltou alguma ligação entre a defesa e o meio-campo e no ataque o último passe nem sempre saiu nas melhores condições.
Neste jogo o nosso treinador baralhou as cartas ao colocar de início alguns jogadores que têm jogado mais nas segundas partes e também quis ver atletas em posições que não são, por norma, aquelas onde rendem mais. As partidas de preparação servem para isso mesmo e a derrota explica-se, em parte, por esses factores.
Foi numa fase do encontro – logo aos oito minutos – em que a nossa equipa ainda procurava tomar o pulso ao adversário que sofreu o único golo do jogo e que acabou por ditar o resultado. Um cruzamento largo da esquerda de Dudu apanhou Artur solto ao segundo poste que não sentiu dificuldades em desviar de Kojic.
Não começava bem o desafio para o Santa Clara que pressionado por um Beira-Mar teoricamente mais forte e a preparar presença num campeonato de escalão superior tentava exercer supremacia. Contudo, os aveirenses dominavam territorialmente mas não levavam perigo para a baliza encarnada.
Aos poucos, a nossa equipa foi ganhando confiança e subindo no terreno mas notava-se algum desconforto por alguns atletas não estarem nas suas posições habituais, o que de certa forma influenciou a qualidade do futebol praticado. Mesmo assim, o Santa Clara logrou equilibrar a contenda no último quarto-de-hora e apostou nos remates de meia-distância para tentar chegar ao golo.
O primeiro sinal de inconformismo foi dado por Dincic que após ganhar uma bola a Yohan rematou para uma defesa atenta de Rui Rego. Depois Pipo atirou à figura numa jogada em que flectiu da esquerda para o centro e mais perto do intervalo foi Minhoca quem tentou a sua sorte mas o esférico saiu a rasar a trave.
O equilíbrio no meio-campo manteve-se no decorrer da segunda parte não conseguindo nenhuma das equipas colocar velocidade lateral capaz de criar desequilíbrios. Nesta altura a nossa formação já actuava com um onze praticamente todo renovado.
As substituições tiveram o condão de oferecer mais clarividência ao meio-campo na primeira zona de construção mas foi quando André Simões passou a jogar ao lado de Edgar que se viu mais Santa Clara perante um Beira-Mar que já acusava algum cansaço.
Porém, os remates de meia-distância continuavam a ser a melhor solução para tentar chegar ao golo e Minhoca, aos 85 minutos, obrigou Jones a uma defesa incompleta, não surgindo ninguém para a recarga. Era a confirmação de que os sectores não estavam bem oleados devido às modificações que Bruno Moura introduziu no sentido de melhor avaliar as alternativas.
Com arbitragem de Luís Coelho, de Coimbra, o Santa Clara alinhou com: Kojic; Guilherme, Sandro, Ilic e Fernando; Lourenço, Pacheco e Minhoca; Moreira, Dincic e Pipo. Jogaram ainda: Stefanovic, Edgar, Nelson, André Simões, Bosingwa, Deyvison, Miguel, Platini e Sylvestre.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Beira Mar bate Santa Clara com golo de Artur

O Beira Mar venceu o Santa Clara, da Liga de Honra, nesta quarta-feira, por 1-0, graças a um golo de Artur marcado ainda durante a primeira parte do desafio.

A partida serviu para Rui Bento testar novamente a equipa, que voltou a ganhar pela segunda vez esta pré-época depois da goleada sofrida em Guimarães (4-1) e do empate em Arouca.

Cristiano, Edson, Élio, Paes e Reinolds, todos a contas com problemas físicos, não participaram no jogo num dia em que é aguardada a chegada, durante a tarde, de Siaka Bamba a Aveiro. O mais recente reforço dos «auri-negros» foi emprestado por uma época pelo V. Guimarães.

fonte: FUTEBOL PORTUGAL

Ensaio táctico à tarde

Bruno Moura reforçou o trabalho táctico na véspera de mais um jogo de preparação. Beira-Mar é o último adversário antes do regresso aos Açores.

O Santa Clara realiza na manhã desta quarta-feira, dia 20, pelas 10.00 horas, o último jogo de preparação inserido no estágio de pré-época que decorre em Quiaios, na Figueira da Foz. Na véspera deste desafio, Bruno Moura orientou um derradeiro treino que incidiu essencialmente em aspectos de natureza táctica.
Com uma ideia de como o adversário se poderá apresentar, o nosso treinador procurou afinar automatismos para contrariar os argumentos dos aveirenses, mas não descurou a vertente ofensiva, tanto em lances de posse de bola como em situações de bola parada.
É nos pormenores que muitas vezes se decidem os jogos oficiais e é nesta fase da época que se ensaia a melhor forma de não cometer erros ou de aproveitar as falhas contrárias. Bruno Moura procurou diferentes soluções, tanto a atacar como a defender, de modo a que nossa equipa não seja surpreendida mas possa surpreender.
Todos os jogadores estão operacionais – felizmente as lesões não afectaram o grupo no decorrer do estágio e o cansaço foi gerido da melhor forma para não criar sobrecarga – e deram o melhor de si na véspera de mais um jogo de preparação, não faltando inclusive o treino das grandes penalidades.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Controlo anti-doping pela manhã

Médicos do ADoP chegaram de surpresa a Quiaios para realizarem controlo anti-doping aos nossos jogadores. Procedimento decorreu dentro da normalidade.

Uma equipa de médicos da Autoridade Antidopagem de Portugal compareceu de surpresa na manhã desta terça-feira no Hotel Quiaios, na Figueira da Foz, local onde o Santa Clara realiza o estágio de pré-época, para submeter os nossos jogadores a exames de controlo anti-doping.
Os atletas preparavam-se para tomar o pequeno-almoço quando foram informados de que teriam de se submeter aos exames pela equipa do ADoP, um procedimento que atrasou ligeiramente o horário previsto para a primeira refeição do dia mas que decorreu dentro da normalidade e não implicou transtornos de maior no plano de trabalho previsto para o dia.
Depois de realizados todos os testes, os nossos jogadores tomaram o pequeno-almoço, findo o qual tiveram direito a um pequeno período de descanso antes de iniciarem mais um dia de trabalho no campo que visou, essencialmente, preparar o colectivo para o último jogo de preparação inserido no estágio, a disputar na manhã de quarta-feira, dia 20, frente ao Beira-Mar.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

terça-feira, 19 de julho de 2011

Cimentar os conhecimentos adquiridos

Jogo com o Beira-Mar, na quarta-feira, marca o aproximar do final do estágio de pré-temporada. Início de mais uma semana de trabalho marcado pela intensidade no treino.

O plantel do Santa Clara deu início a mais uma semana de trabalho integrada no estágio de pré-época que decorre em Quiaios, na Figueira da Foz. Depois da folga de domingo, a nossa equipa retomou a preparação na segunda-feira com Bruno Moura a dedicar atenção aos aspectos de natureza técnico-táctica.
Já com o mais recente reforço integrado, o ponta-de-lança Dincic, mas sem o médio Pato e o avançado Djaniny, jogadores que foram dispensados depois de um período de avaliação, o nosso treinador deu seguimento ao plano de trabalho estabelecido para o estágio.
À espera dos jogadores estava uma sessão de quase duas horas que incidiu nos aspectos de natureza táctica – movimentações defensivas/ofensivas – sem descurar a componente técnica – Bruno Moura exige o máximo de qualidade no contacto com a bola – e com a resistência/força sempre presente, pois a intensidade dos exercícios obriga a puxar pelo físico.
Frescos depois de uma merecida folga, os nossos jogadores responderam com elevado grau de competência, afinando em simultâneo o entrosamento entre eles que começa a dar sinais de evolução. O jogo de preparação com o Beira-Mar, agendado para quarta-feira, será o último teste competitivo em estágio e permitirá estabelecer um padrão de comparação com os anteriores já disputados e aquilatar em que patamar se situa o crescimento da equipa.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Slobodan Dincic

Nome: Slobodan Dincic


Posição: Avançado

Data Nascimento: 07-08-1982

Idade: 28 anos

Nacionalidade: Sérvia

Altura: 196 cm

Peso 89 Kg

Clube: CD Santa Clara

Slobodan Dincic reforça ataque

Ponta-de-lança de 28 anos, natural de Beograd, antiga Jugoslávia, assinou contrato por duas temporadas e já integrou o estágio que a nossa equipa realiza em Quiaios.

Slobodan Dincic, ponta-de-lança de 28 anos, é o décimo sexto reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas.
Natural de beograd, localidade da antiga Jugoslávia agora território da Sérvia, Slobodan Dincic é um experiente ponta-de-lança de 28 anos com 1,96 metros e 89 quilos que fez praticamente toda a carreira na Sérvia onde, na época transacta, foi o melhor marcador do campeonato da II divisão com 21 golos ao serviço do BASK.
No Santa Clara, Slobodan Dincic encontra vários conterrâneos e quer, à semelhança do que já fez Ilic, mostrar a sua qualidade e valor. «Escolhi o Santa Clara porque é o melhor para mim, é um grande clube, tem ambições que se encaixam nas minhas», começou por dizer.
Dine, como prefere ser chamado, é um jogador de área mas promete apenas «trabalho» e «muita vontade de ajudar o colectivo». «Se puder ajudar marcando o maior número de golos possível, tanto melhor», sublinhou, encantando por poder jogar em Portugal.
«É um campeonato que acompanho muito e é um dos que tem maior visibilidade na Sérvia. O Ilic disse-me que seria muito bom para mim vir para aqui e espero poder ajudar. A adaptação? Não será problema. É tudo gente boa e vão ajudar-me», disse.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

domingo, 17 de julho de 2011

Djaniny por três anos... no Leiria

AU. Leiria formalizou a contratação do avançado Djaniny (ex-Velense), que estava a treinar-se à experiência no Santa Clara. O jogador marcou um golo no jogo-treino que os açorianos efetuaram ontem de manhã, em Quiaios, e à tarde vinculou-se aos leirienses por três anos, numa contratação surpreendente e que significa um grande salto na carreira.

Djaniny é um ponta-de-lança de boa envergadura física, que despontou no Velense, clube ao serviço do qual fez 50 golos nas últimas duas temporadas, nos Distritais da AF Angra do Heroísmo. Desde o final da época passada que estava a ser observado por Bruno Moura, mas perante a demora na decisão por parte doSantaClara, a SAD leiriense resolveu avançar para a aquisição de um jovem promissor.

fonte: jornal RECORD

Importante é ver o colectivo crescer


Vencer na pré-época é bom porque reforça a confiança dos jogadores mas o que Bruno Moura mais quer é ver a equipa crescer em uníssono para atacar da melhor forma o arranque das provas oficiais.
O Santa Clara fechou a primeira semana de estágio com uma vitória por 2-0 sobre o Feirense naquele que foi o quarto jogo de preparação que a nossa equipa realizou. No total dos desafios até agora disputados o saldo é positivo pois vencemos dois (Feirense e Tourizense) e empatamos outros tantos (Covilhã e Oliveirense).
Ao quarto jogo a equipa começou a dar sinais de crescimento, principalmente ao nível defensivo, o sector que menos alterações sofreu em relação à temporada transacta. O colectivo às ordens de Bruno Moura ainda precisa de tempo para continuar a evoluir mas os indicadores apontam para uma tendência crescente.
Em jeito de balanço aos primeiros jogos disputados o nosso técnico valorizou a componente colectiva. «É sempre bom vencer mas o mais importante é ver a aplicação dos atletas, perceber que estão a assimilar os processos de jogo, tanto ao nível defensivo como ofensivo», disse.
Não atribuindo muita importância ao facto do Santa Clara permanecer invicto na pré-época, Bruno Moura prefere analisar o desempenho por sectores. «Temos uma base para fazer uma época de luta mas sempre a pensar nos três pontos. A defesa é o sector que apresenta melhores rotinas porque é o que tem mais jogadores que transitam, mas precisamos de mais gente para o meio-campo e o ataque também carece de reforços», vincou.
Nesta segunda-feira o plantel entra na segunda semana de estágio, em Quiaios, durante a qual continuarão a ser trabalhados diversos aspectos tendentes ao contínuo crescimento do colectivo. Bruno Moura espera ver o mesmo empenho e dedicação. «Há que realçar a atitude, a determinação e a entrega dos atletas e é isso que quero continuar a ver».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Vitória é reflexo da maturidade táctica

Santa Clara voltou a vencer no estágio, derrotando o Feirense por 2-0. Depois de uma primeira parte onde a nossa equipa foi mais pressionada pelo adversário, os golos surgiram no segundo tempo como corolário das oportunidades criadas.
O Santa Clara somou a segunda vitória no estágio de pré-temporada ao derrotar, em Quiaios, o Feirense por 2-0, adversário que prepara a presença no campeonato da Liga Zona Sagres. O triunfo foi construído na segunda parte mas sobram indicações deixadas pelo colectivo no decorrer dos primeiros 45 minutos.
Frente a um adversário teoricamente superior o Santa Clara revelou bons indicadores a nível defensivo onde sobressaiu o rigor no posicionamento táctico e o sentido de entre-ajuda. O Feirense entrou forte, teve mais bola, exerceu maior pressão mas sentiu dificuldades em encontrar o caminho para a baliza defendida por Stefanovic.
Somente numa ocasião, aos seis minutos, é que os fogaceiros estiveram perto do golo quando o trinco Sténio rematou para o nosso guarda-redes efectuar uma defesa de recurso com os pés. No restante, mais bola do lado do Feirense mas muita cultura táctica da nossa parte.
A partir do primeiro quarto-de-hora os pupilos de Bruno Moura começaram a soltar-se com maior objectividade para as transições atacantes e Platini, por duas vezes, esteve na cara do golo. Na primeira oportunidade rematou à figura do guarda-redes contrário e na segunda o esférico embateu nas malhas laterais.
Frente àquela que será, porventura, a equipa base do Feirense, o Santa Clara revelou que a defesa é o sector que melhor se entende nesta fase, principalmente porque é nele que figura maior número de atletas que transita da época anterior.
Do meio-campo para a frente os indicadores também são positivos mas a margem de progressão prevê-se mais lenta porque será necessário tempo para os reforços se entrosarem. Mesmo assim, há pormenores que não passam despercebidos e que serão, naturalmente, melhorados com o trabalho diário.
As substituições que foram introduzidas na equipa de forma gradual tiveram o condão de refrescar o colectivo que, aos poucos, foi ganhando supremacia territorial, chegando sem surpresa ao golo que nos colocou em vantagem. Djaniny, aos 65 minutos, arrancou pela direita e cruzou ao segundo poste onde apareceu Moreira a cabecear para o 1-0.
Nesta altura o opositor já tinha alterado toda a equipa inicial mas tal não retira mérito à forma como os nossos atletas se entenderam na construção de jogadas de ataque, conseguindo reforçar a vantagem no marcador aos 78 minutos na sequência de um livre bem cobrado por Minhoca que Moreira desviou ao primeiro poste e Djaniny, ao segundo, mergulhou de cabeça para o 2-0.
Nos últimos dez minutos o Santa Clara geriu o resultado com posse e circulação de bola, anulando as esporádicas tentativas de reacção do adversário. Mais importante que o resultado é verificar que a equipa dá sinais de crescimento com uma base defensiva sólida, faltando aprumar pormenores do meio-campo para a frente para que o colectivo funcione como um harmónio.
Com arbitragem de Telmo Carvalho, o Santa Clara alinhou com: Stefanovic; Guilherme, Sandro, Ilic e Nelson; André Simões, Pacheco e Lourenço; Pipo, Sylvestre e Platini. Jogaram ainda: Kojic, Bosingwa, Edgar, Deyvison, Fernando, Minhoca, Pato, Djaniny, Miguel e Moreira.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Igor Kojic


Nome: Igor Kojic

Posição: Guarda-Redes

Data Nascimento: 30-07-1987

Idade: 23 anos

Nacionalidade: Sérvia

Altura: 192 cm

Peso 87 Kg

Pé Direito

Clube: CD Santa Clara

Igor Kojic confirmado para a baliza

Guarda-redes de 23 anos, natural de Mostar, Sérvia, assinou contrato por duas temporadas e já integrou o estágio que a nossa equipa realiza em Quiaios.
Igor Kojic, guarda-redes de 23 anos, é o décimo quinto reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas.
Natural de Mostar, localidade da antiga Jugoslávia agora território da Sérvia, Igor Kojic é um jovem guarda-redes de 23 anos com 1,92 metros e 87 quilos que fez a formação no Estrela Vermelha, de Belgrado, contando com presenças em equipas conhecidas como o Dínamo de Bucareste e do DOXA, do Chipre.
O guarda-redes chegou quinta-feira a Lisboa e na manhã desta sexta-feira, dia 15, já integrou o treino matutino da nossa equipa, contando com o apoio de Ilic e Stefanovic para uma rápida integração.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Organização começa na defesa

A estrutura que Bruno Moura pretende para a nossa equipa começa na defesa e foi esse sector que no treino matutino desta sexta-feira mereceu especial atenção.
Construir uma equipa praticamente de raiz pela segunda época consecutiva demora tempo e há que começar pelas bases para que as fundações sejam sólidas e permitam ao colectivo crescer com o tempo. É como fazer erguer uma casa: primeiro os alicerces e só no fim a cobertura.
Transpondo essa ideia para o terreno, Bruno Moura quer uma equipa sólida no processo defensivo, não apenas quando em acção defensiva mas também eficaz e perspicaz no lançamento da primeira linha de construção ofensiva. O treino desta sexta-feira mostrou essa preocupação.
O nosso treinador trabalhou individualmente as diferentes possibilidades defensivas, procurando introduzir as basculações que pretende ver no terreno consoante o ataque contrário surja pela direita, pelo centro ou pela esquerda. Os movimentos com bola e sem bola foram trabalhados para que nenhum pormenor seja deixado ao acaso.
Enquanto o sector defensivo trabalhava numa metade do campo, os restantes atletas afinavam a finalização na outra metade, o que permitiu ver golos mas também boas defesas dos nossos guarda-redes, sempre atentos a quem ia finalizar ou à presença de avançados no espaço vazio.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Tiago Maia

Nome: Tiago Maia

Posição: Guarda-Redes

Data Nascimento: 18-09-1992

Idade: 18 anos

Nacionalidade: Portugal

Altura: 183 cm

Peso 77 Kg

Pé Direito

Clube: CD Santa Clara

Tiago Maia rubrica contrato de dois anos

Guarda-redes internacional sub-19 e convocado para a selecção sub-20 que vai disputar o Mundial, na Colômbia, vai ser nosso atleta nas próximas duas temporadas.
Tiago Maia, guarda-redes de 18 anos, é o décimo quarto reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas.
Natural de Gondomar, Porto, Tiago Maia é um jovem guarda-redes com 1,83 metros e 77 quilos que fez toda a formação no FC Porto, integrando a equipa dos dragões que recentemente sagrou-se campeã nacional, onde também jogou Pipo, avançado que na passada terça-feira também vinculou-se ao Santa Clara.
Internacional sub-19 pela selecção de Portugal, Tiago Maia assinou na tarde desta quinta-feira, dia 14, o contrato que o une ao Santa Clara, instantes antes da comitiva da selecção sub-20 viajar para o Panamá onde vai continuar a preparação para o Mundial que se realiza na Colômbia.
Por ter sido um dos convocados, de resto à semelhança do nosso avançado Alex, Tiago Maia só iniciará os trabalhos no plantel às ordens de Bruno Moura após o regresso da selecção da América do Sul.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Golos animam trabalho de descompressão

Treino matutino foi mais ligeiro mas apenas na primeira metade. Depois rolou a bola num terço do relvado e mesmo em espaço reduzido apareceram vários e bons golos.
Pouco mais de doze horas depois da realização do terceiro jogo de preparação – empate a um golo com a Oliveirense – o plantel profissional do Santa Clara cumpriu novo treino no estágio que decorre em Quiaios, Figueira da Foz. O treinador, Bruno Moura, orientou uma sessão mais ligeira que o habitual, mas apenas na primeira metade.
Os atletas que jogaram de início na partida de quarta-feira tiveram direito a trabalho de recuperação activa com o preparador-físico Ricardo Chéu, enquanto os restantes trabalharam o físico num conjunto de exercícios que permitiu desenvolver algumas brincadeiras que reforçam os laços de amizade no seio do grupo.
Depois de cumprida a primeira metade da sessão, a junção de todo o plantel aconteceu para o habitual trabalho de posse, seguindo-se uma animada peladinha entre três equipas – uma contra outra e uma terceira a dar apoio ofensivo – que contabilizou bons e variados golos em jogadas que vincam o crescente entendimento entre os nossos jogadores.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Criatividade impôs-se ao músculo

Empate a um golo com a Oliveirense traduz a vitória da criatividade sobre o futebol físico do opositor. A nossa equipa criou oportunidades de golo em número suficiente para vencer mas há pormenores a afinar no ataque.
O Santa Clara somou mais um resultado positivo nos jogos de preparação ao empatar a um golo no particular com a Oliveirense. O desfecho é sempre o que menos importa mas este merece realce porque a nossa equipa soube reagir a uma desvantagem no marcador e acabou o jogo a criar oportunidades suficientes para vencer.
O futebol da Oliveirense não muda de ano para ano: jogo directo à procura dos avançados, muito músculo e pressão. A associação destes factores numa fase tão inicial da pré-época criou problemas ao Santa Clara que durante a primeira parte sentiu dificuldades em organizar o seu futebol porque o opositor não colocava a bola no relvado, usando e abusando do pontapé para a frente.
O vaivém constante do esférico criou desgaste no meio-campo da nossa equipa, revelando-se infrutíferos todos os esforços para sair a jogar porque havia sempre um adversário por perto a pressionar, por vezes à margem da lei e com a complacência do árbitro que várias vezes não discerniu combatividade de entradas faltosas.
E como quase sempre acontece a Oliveirense marcou de bola parada: livre à entrada da área à medida do pé esquerdo de Oliveira e bola no fundo das redes. Os comandados de Bruno Moura tentaram reagir, Ilic teve uma boa oportunidade mas o remate saiu à figura e Moreira, solto na direita, rematou ao lado, nas duas únicas vezes que a nossa equipa encontrou espaço na área contrária.
O início da segunda parte não foi muito diferente mas depois do primeiro quarto-de-hora começaram a aparecer as subtituições e o refrescar do meio-campo do Santa Clara permitiu oferecer nova dinâmica ao sector. Minhoca voltou a entrar bem no jogo, contagiando os colegas com a sua criatividade.
Sem que o opositor alterasse o que quer que fosse na sua forma de jogar, o Santa Clara logrou libertar-se das apertadas marcações e as oportunidades de golo começaram a surgir. Depois de ameaçar com um cabeceamento ao lado, Djaniny restabeleceu a igualdade em novo golpe de cabeça, colocando alguma justiça no resultado, pois a concretizar todas as ocasiões criadas a nossa formação teria juntado mais um triunfo.
Com arbitragem de Pedro Nascimento, o Santa Clara alinhou com: Stefanovic; Guilherme, Sandro, Ilic e Nelson; André Simões, Pacheco e Lourenço; Moreira, Sylvestre e Platini. Jogaram ainda: Brice, Edgar, Fabeta, Pipo, Bosingwa, Deyvison, Fernando, Minhoca, Pato, Miguel, Jorge Neves e Djaniny.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Aspectos tácticos revistos de manhã

Bruno Moura dedicou especial atenção ao posicionamento defensivo no treino matutino, em preparação para as cautelas que são necessárias para o particular com a Oliveirense.
Em dia de mais um jogo de preparação – hoje ao final da tarde, às 18.00 horas, com a Oliveirense – o plantel profissional do Santa Clara cumpriu treino pela manhã no qual Bruno Moura dedicou especial atenção ao posicionamento defensivo e às bolas paradas, em jeito de antecipação aos pontos fortes do adversário que se segue.
O nosso treinador não quis descurar qualquer pormenor, tanto a atacar como a defender, procurando afinar a estratégia para tentar suster uma das armas que a Oliveirense mais utiliza para tentar chegar ao golo: os lances de bola parada!
Cantos, livres frontais e laterais, tudo foi pensado de modo a que a acção/reacção seja o mais eficiente possível, sem esquecer as saídas rápidas para o ataque na tentativa de apanhar o opositor em contra-pé. Há um ano, por esta mesma altura, o Santa Clara empatava a um golo depois de dominar a partida, consentido a igualdade nos instantes finais após um livre de Laranjeira.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

terça-feira, 12 de julho de 2011

Pipo


Nome: Felipe Brros "PIPO"

Posição: avançado

Data Nascimento: 17-04-1992

Idade: 19 anos

Nacionalidade: Portugal

Altura: 165 cm

Peso 60 kg

Pé Direito

Clube: CD Santa Clara

Santa Clara vence Tourizense

Santa Clara derrotou o Tourizense por 2-0 no segundo jogo de preparação. Resultado é escasso face às inúmeras ocasiões de golo criadas.

O Santa Clara voltou a marcar dois golos num jogo de preparação na vitória por 2-0 sobre o Tourizense, partida disputada na manhã desta terça-feira no Centro de Estágio Rosa Náutica, em Quiaios, Figueira da Foz. À semelhança do verificado frente ao Sporting da Covilhã, a nossa equipa mostrou bons períodos de futebol, pecando apenas o resultado por escasso face às várias oportunidades de golo criadas.
Bruno Moura optou por colocar de início o onze que fez os segundos 45 minutos no desafio de sábado e no primeiro quarto-de-hora Minhoca foi um autêntico diabo à solta, pautando todo o futebol ofensivo da nossa equipa. O médio açoriano começou a abrir o livro no primeiro minuto ao rematar ligeiramente por cima da baliza após tabela com Djaniny.
Com vontade de se mostrar, Minhoca revelou a sua técnica aos sete minutos ao criar a jogada que permitiu a Pato um remate vistoso, apenas sustido pela excelente intervenção do guarda-redes Ricardo. E três minutos depois o mesmo Minhoca desferiu um remate frontal que o guardião do Tourizense defendeu para canto.
A pressão que o Santa Clara efectuava não deixava o adversário pensar o seu futebol e a coroar o melhor período da primeira parte Fernando foi à linha tirar um cruzamento para Pato rematar sem preparação, valendo novamente Ricardo a salvar um golo certo.
A meio da primeira parte Bruno Moura lançou Pipo, o mais recente reforço, jogador que ofereceu ainda mais dinâmica ao ataque começou a faltar clarividência no ataque para dar o melhor seguimento às jogadas. O Tourizense, combativo mas inoperante na ofensiva, não proporcionou trabalho ao nosso sector defensivo.
Depois do intervalo entrou em campo aquela que pode ser considerada a base da nossa equipa e à constância do ritmo associaram-se os golos. Primeiro Lourenço ainda acertou na trave de livre directo e proporcionou a Sandro um cabeceamento que saiu ligeiramente por cima, mas à terceira tentativa Sylvestre encontrou o caminho para o golo após cruzamento de Pacheco, decorridos que estavam 71 minutos.
Não foi preciso esperar muito para ver mais um golo, assinado por Platini aos 85 minutos após contra-ataque conduzido por Sylvestre na direita, mas o 2-0 final peca por escasso tendo por base as oportunidades criadas. O guarda-redes Ricardo cotou-se como o melhor elemento do Tourizense, impedindo o avolumar do marcador.
Com arbitragem de Pinto Nunes, o Santa Clara alinhou com: Brice Niclos; Bosingwa, Fabeta (Edgar, 25), Deyvison e Fernando; Jorge Neves (Fabeta, 40), Pato e Minhoca; Miguel (Zeferino, 40), Zeferino (Pipo, 25) e Djaniny (1.ª parte); Stefanovic; Guilherme, Ilic, Sandro e Nelson; André Simões, Pacheco e Lourenço; Moreira, Sylvestre e Platini (2.ª parte).

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Pipo reforça o ataque

Jovem de 19 anos ex-FC Porto assinou contrato de dois anos. Junta a velocidade à técnica apurada e pode fazer qualquer posição no ataque.

Filipe Barros mais conhecido por Pipo, avançado de 19 anos, é o décimo terceiro reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas.
Natural de Cristelo, Paredes, Pipo é um jovem avançado com 1,66 metros e 60 quilos que tanto pode jogar como centro do ataque como nas alas, preferencialmente a direita, onde faz bom uso do seu pé direito e da velocidade que cria desequilíbrios nas defesas contrárias.
Internacional sub-19 pela selecção de Portugal, Pipo formou-se no FC Porto e terminou contrato com os dragões no passado mês de Junho. Na nossa equipa, Pipo vai reencontrar Alex e está preparado para singrar nesta nova etapa na carreira.
«A transição de júnior para sénior é um momento muito importante e acredito que o Santa Clara é uma boa equipa para o fazer. Falei com o Alex e ele disse que seria muito positivo para a minha evolução», referiu.
Apesar da pequena estatura, Pipo gosta de jogar no eixo atacante e também nas alas, fazendo uso da velocidade e do pé direito apurado em técnica. «O jovem cumpriu nesta segunda-feira, dia 11, o primeiro treino e explicou porque se sentiu muito à vontade.
«Sou um jogador espontâneo e basta saber jogar para que a integração seja rápida. Quero ajudar o Santa Clara a alcançar os objectivos, primeiro a manutenção na Liga Orangina mas sem nunca deixar de pensar em somar os três pontos em cada partida», disse.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Organização em primeiro lugar

No primeiro treino em estágio Bruno Moura deu primazia à organização por sectores. Peladinha vincou essa preocupação a pensar no jogo com o Tourizense.

O plantel profissional do Santa Clara cumpriu na manhã desta segunda-feira, dia 11, o primeiro treino integrado no estágio de pré-época. A sessão começou cedo para fugir às horas de maior calor e durante os cerca de 90 minutos de trabalho Bruno Moura incidiu essencialmente sobre a organização inter-sectorial.
O nosso treinador quer uma equipa personalizada em campo, que saiba sair a jogar da defesa para o ataque e foi essa preocupação que se viu no apronto matutino, insistindo Bruno Moura por diversas vezes na organização inter-sectorial.
Já a pensar no jogo de preparação com o Tourizense, na manhã de amanhã, a sessão terminou com uma peladinha onde os atletas puderam colocar em prática o trabalho desenvolvido na primeira metade do treino e onde voltou a ser visível a preocupação do técnico em ver a equipa organizar-se primeiro para então procurar o ataque.
Na peladinha as duas equipas foram assim estruturadas: Stefanovic, Guilherme, Sandro, Ilic, Fernando, André Simões, Pacheco, Lourenço, Zeferino, Djaniny e Moreira (amarelos); Niclos Brice, Bosingwa, Fabeta, Deyvison, Nelson, Jorge Neves, Pato, Miguel, Minhoca e Sylvestre (vermelhos).

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Lourenço quer triunfar na nova experiência

Médio português acredita nas potencialidades do plantel do Santa Clara. Objectivo supremo é vencer todos os jogos. Ingressar num ambiente insular é uma experiência agradável.

Lourenço é um jogador de poucas palavras e onde se sente mais à vontade é no campo a mostrar as qualidades que fizeram com que o Santa Clara apostasse no seu contributo para a época 2011/12, principalmente as pequenas maravilhas que o seu pé esquerdo pode realizar.
Dotado de técnica apurada, boa visão de jogo e qualidade de passe, Lourenço empresta qualidade e maturidade ao meio-campo da nossa equipa. No relvado dá tudo o que tem mas a falar com os jornalistas é mais reservado. Mesmo com poucas palavras disse o que lhe ia na alma.
«Vir para o Santa Clara constitui uma experiência nova na minha carreira, é a primeira vez que vou jogar fora do Continente e aceitei a proposta por se tratar de um clube agradável que habitualmente discute os lugares do campeonato da Liga Orangina», disse.
Os objectivos estão traçados e Lourenço não quer defraudar as expectativas que recaem sobre ele e sobre todo o grupo. «O plantel tem muitas caras novas mas é bom grupo, tem qualidade. Qualquer jogador vem como uma missão e a minha é ajudar o Santa Clara a vencer todos os jogos, se possível».
No primeiro jogo de preparação que a nossa equipa realizou no estágio, em Quiaios, mostrou um Lourenço criativo, com passes longos que possibilitaram desequilíbrios em velocidade pelos alas na defesa contrária, mas a defender também revelou sentido de posicionamento, não virando cara à luta na defesa dos interesses do nosso colectivo.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Rafael Broetto regressa ao Brasil

Jovem guarda-redes não se adaptou e a SAD autorizou a dispensa do plantel. Regresso ao trabalho está marcado para a manhã desta segunda-feira, dia 11 de Julho.

Rafael Broetto, jovem guarda-redes de 20 anos que o Santa Clara contratou ao Coritiba, está de regresso ao Brasil. O guardião integrou os primeiros dez dias de trabalho na pré-época mas não viajou com a comitiva encarnada para o estágio que está a decorrer em Quiaios, na Figueira da Foz.
Dificuldades na adaptação do brasileiro a uma nova realidade e a distância da família motivaram a dispensa dos seus serviços, a pedido do próprio. Rafael Broetto mostrou qualidades nos treinos que realizou mas decidiu solicitar à Administração da SAD a desvinculação que foi autorizada após a equipa técnica também ter dado aval positivo.
Entretanto, depois do empate a dois golos frente ao Sporting da Covilhã no primeiro jogo de preparação, o nosso plantel profissional gozou folga no domingo e, nesta segunda-feira, regressa aos treinos com sessão dupla, uma de manhã e outra à tarde, ambas no Centro de Estágio de Quiaios.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Trinta minutos base para fazer crescer o colectivo

Primeiro jogo de preparação saldou-se por um empate a duas bolas. A nossa equipa evidenciou bons pormenores na primeira parte. Depois do intervalo o fio de jogo perdeu-se porque estiveram vários jogadores à experiência em campo.

O Santa Clara empatou a dois golos frente ao Sporting da Covilhã no primeiro de cinco jogos de preparação que a nossa equipa vai realizar no estágio de pré-época, a decorrer desde sexta-feira em Quiaios, na Figueira da Foz.
A partida frente aos serranos mostrou um primeiro onze competitivo que precisa de entrosamento para delinear melhor as jogadas de transição defesa/ataque mas, mesmo com pouco tempo de trabalho, as primeiras impressões são positivas.
Os primeiros dez minutos tiveram pouco para contar, com ambas as formações a procurarem organizar-se defensivamente, primeiro, com a bola a percorrer todo o sector, partindo depois para a exploração ofensiva. E neste capítulo o Santa Clara esteve melhor porque depois de uma primeira ameaça de Platini, o cabo-verdiano ganhou a bola em zona central e serviu Sylvestre para um golo fácil. Estavam decorridos doze minutos.
O golo deu maior confiança à nossa equipa que até perto do intervalo manteve-se por cima em termos de domínio territorial, criando desequilíbrios sempre que imprimia velocidade lateral, com Platini, apoiado por Nelson, a serem os maiores quebra-cabeças para o reduto defensivo do Sporting da Covilhã.
Com um meio-campo combativo e ao mesmo tempo criativo – André Simões é o primeiro tampão defensivo e Pacheco e Lourenço tanto estão na retaguarda como aparecem no apoio ao ataque – o Santa Clara tinha o encontro controlado.
No entanto, uma única desconcentração permitiu ao adversário empatar: livre tenso de Gabriel sobre a direita ao segundo poste, falhou a comunicação na defesa e Paulico, solto de marcação, só teve de encostar. O empate, aos 28 minutos, não traduzia a reacção dos serranos à desvantagem no marcador.
Como é habitual nesta fase embrionária da pré-época, os onze que iniciaram a partida não reentraram para a segunda parte. Bruno Moura apresentou um novo onze para a etapa complementar com oito jogadores que estão em observação. A consequência foi a perda de identidade, um futebol desgarrado, muitas vezes atabalhoado e do outro lado não se via melhor.
A ansiedade de querer mostrar valor e a pressa de executar foram inimigos dos jogadores que querem convencer o nosso treinador a integrar o plantel profissional do Santa Clara. Só na etapa final é que se viu alguma intencionalidade no futebol praticado, principalmente porque Minhoca procurou sempre jogar a bola junto ao solo mas ou lhe faltava apoio ou os passes não eram aproveitados por quem recebia o esférico.
Mas o golo que parecia ser o da vitória haveria de aparecer, por intermédio de Djaniny, atacante que não teve dificuldades em facturar após assistência de Zeferino. Antes, já tinha tido uma perdida imperdoável ao querer rematar com o pé onde deveria ter metido a cabeça e, depois, a tentativa de chapéu levou o esférico a sair ligeiramente ao lado.
A três minutos do final do jogo Larson entrou pela esquerda e fez individualmente aquilo que a sua equipa não conseguiu fazer colectivamente, fixando um empate a dois golos quando o triunfo do Santa Clara parecia carimbado.
Se a primeira parte deixou uma base para evoluir nos próximos dias, a segunda mostrou que vários dos jogadores que estão a prestar provas terão que render muito mais. O guarda-redes Brice Niclos praticamente não teve trabalho e na única fez que foi chamado a intervir, fê-lo com segurança; Djaniny teve três boas oportunidades e numa fez golo. Os restantes vão precisar de mais tempo para mostrar que podem integrar o plantel.
Com arbitragem de Tiago Antunes, o Santa Clara alinhou com: Stefanovic; Guilherme, Sandro, Ilic e Nelson; André Simões, Pacheco e Lourenço; Moreira, Sylvestre e Platini (1.ª parte); Brice Niclos; Bosingwa, Fabeta, Deyvison e Fernando; Jorge Neves, Pato e Minhoca; Miguel, Djaniny e Zeferino (2.ª parte).

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Ricardo Chéu é o novo preparador-físico

Jovem de 30 anos acompanhou Jorge Costa nas últimas três épocas. Desvinculou-se recentemente da Académica. Junta-se à equipa no estágio, em Quiaios.

Ricardo Chéu é o preparador-físico eleito pelo Santa Clara para suceder a Filipe Almeida no cargo. O jovem de 30 anos, natural de Vila Nova de Foz Côa, aceitou a proposta que lhe foi apresentada pela SAD encarnada e vai juntar-se ao grupo de trabalho no estágio que tem início neste sábado, dia 9 de Julho, em Quiaios, Figueira da Foz.
A confirmação foi avançada pelo presidente da SAD, Mário Batista. «O Ricardo Chéu vai ser o nosso preparador-físico. Trata-se de um jovem com um percurso muito positivo no futebol, tendo acompanhando a ascensão do treinador Jorge Costa, primeiro no Olhanense e depois na Académica. Esperemos que seja bem recebido e que tenha no Santa Clara o mesmo sucesso que teve nos clubes anteriores», disse.
O nosso presidente abordou também a constituição do plantel profissional. «O plantel terá 24 jogadores, 21 atletas de campo e três guarda-redes. Temos um conjunto de atletas referenciados com os quais estamos a ultimar contactos. Obviamente que gostaríamos que os processos negociais avançassem mais depressa mas surgem, por vezes, questões que emperram a nossa vontade», explicou.
Uma coisa é certa: a SAD do Santa Clara não irá entrar em loucuras financeiras. «Não vamos na emoção nem iremos realizar esforços financeiros para garantir determinado jogador. Parece que há empresários para quem a crise passa ao lado mas nós somos realistas e não iremos mudar o rumo».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

sábado, 9 de julho de 2011

Empate (2-2) entre Santa Clara e Sp. Covilhã

Santa Clara e Sp. Covilhã empataram (2-2) este sábado, em jogo de treino disputado em Quiaios.

Silvestre deu vantagem à equipa açoriana aos 12 minutos, pertencendo a Palico, aos 28, o tento da igualdade dos “leões da serra”.

O marcador voltou a funcionar na etapa complementar, com D´Janiny a apontar o segundo golo do Santa Clara, aos 75 minutos.

Larsen, aos 87, marcou para o Sp. Covilhã e ditou o empate final.

fonte: jornal ABOLA

Troféu Pauleta - segunda edição

O Santa Clara vai participar com a Académica e o V. Guimarães na segunda edição do Troféu Pauleta, nos dias 22, 23 e 24 de julho, em Ponta Delgada, nos Açores.

22 de julho - Santa Clara vs. Académica
23 de julho - Académica vs. V. Guimarães
24 de julho - Santa Clara vs. V. Guimarães


Bruno Moura pede paciência mas não descura a ambição

Treinador aponta baterias para a manutenção na Liga Orangina como primeira meta a alcançar. Depois haverá tempo para pensar em algo mais. Estágio visa preparar a equipa para a Bwin Cup.

Concluídos os primeiros dez dias de trabalho de pré-época em São Miguel o treinador do Santa Clara, Bruno Moura, fez uma primeira análise na véspera da viagem para Quiaios onde, até ao próximo dia 21, a nossa equipa de futebol profissional vai realizar o habitual estágio com vários jogos de preparação incluídos.
Bruno Moura tem baterias apontadas para o primeiro encontro oficial, a 31 de Julho, frente ao Sporting da Covilhã, relativo à primeira jornada da Bwin Cup. «A minha preocupação é preparar o primeiro jogo oficial e dotar a equipa de capacidade para lutar pelos três pontos. Não podemos colocar já um ónus de responsabilidade demasiado elevado porque, em primeiro lugar, há que atingir rapidamente a manutenção no campeonato da Liga Orangina e só depois potenciar outros voos», avançou.
Porém, as cautelas não significam menor ambição. «Somos ambiciosos e queremos chegar mais além mas o fundamental é pensar jogo a jogo, três pontos a três pontos. Estou crente que vamos dar luta e, com tempo, os jogadores vão absorver o que pretendo e juntos levaremos o Santa Clara às vitórias», vincou.
Da época anterior transitam oito jogadores, um número inferior ao que o nosso treinador pretendia mas os reforços estão a chegar e o plantel deverá ficar fechado em breve. «Não conseguimos manter alguns jogadores que achávamos importantes porque optaram por dar outro rumo às suas carreiras mas vamos trabalhar com os que cá estão para evoluirmos dia após dia».
Paciência é uma das palavras que Bruno Moura vincou no seu primeiro contacto com os jornalistas, mas também ambição, principalmente depois de verificar que a actual equipa técnica do FC Porto já trabalhou no nosso clube.
«Criar condições para ter êxito demora tempo mas quero, em todos os jogos, lutar pela vitória. E deixo aqui uma ressalva: os treinadores que recentemente saíram do Santa Clara atingiram os mais altos patamares do futebol português. Se o facto de eu ter sido falado para o FC Porto é óptimo, não é menos verdade que tenho contrato e que uma eventual saída dependeria de um acordo com a SAD. Vou trabalhar afincadamente para chegar como número um ao FC Porto já que não pude chegar como número dois».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Ricardo Chéu é o novo preparador-físico

Jovem de 30 anos acompanhou Jorge Costa nas últimas três épocas. Desvinculou-se recentemente da Académica. Junta-se à equipa no estágio, em Quiaios.

Ricardo Chéu é o preparador-físico eleito pelo Santa Clara para suceder a Filipe Almeida no cargo. O jovem de 30 anos, natural de Vila Nova de Foz Côa, aceitou a proposta que lhe foi apresentada pela SAD encarnada e vai juntar-se ao grupo de trabalho no estágio que tem início neste sábado, dia 9 de Julho, em Quiaios, Figueira da Foz.
A confirmação foi avançada pelo presidente da SAD, Mário Batista. «O Ricardo Chéu vai ser o nosso preparador-físico. Trata-se de um jovem com um percurso muito positivo no futebol, tendo acompanhando a ascensão do treinador Jorge Costa, primeiro no Olhanense e depois na Académica. Esperemos que seja bem recebido e que tenha no Santa Clara o mesmo sucesso que teve nos clubes anteriores», disse.
O nosso presidente abordou também a constituição do plantel profissional. «O plantel terá 24 jogadores, 21 atletas de campo e três guarda-redes. Temos um conjunto de atletas referenciados com os quais estamos a ultimar contactos. Obviamente que gostaríamos que os processos negociais avançassem mais depressa mas surgem, por vezes, questões que emperram a nossa vontade», explicou.
Uma coisa é certa: a SAD do Santa Clara não irá entrar em loucuras financeiras. «Não vamos na emoção nem iremos realizar esforços financeiros para garantir determinado jogador. Parece que há empresários para quem a crise passa ao lado mas nós somos realistas e não iremos mudar o rumo».

fonte: site oficial do CUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

A garra começa a aparecer!

Jogadores estão determinados a agarrar um lugar na equipa e ninguém tira o pé quando a bola rola. Entusiasmo e entrosamento estão em crescendo.

A pouco menos de 24 horas da partida para estágio, que à semelhança do ano transacto será realizado em Quiaios, Figueira da Foz, intensifica-se o trabalho diário no plano de treinos do Santa Clara e os jogadores mostram que querem agarrar um lugar entre as primeiras escolhas de Bruno Moura.
O nosso treinador orientou na manhã desta quinta-feira, dia 7 de Julho, mais uma sessão de trabalho que voltou a incidir em aspectos de natureza técnico-táctica, com especial relevo para a condução, passe e recepção da bola, trabalho de posse e organização defensiva/ofensiva com finalização.
A terminar, todos os exercícios realizados foram introduzidos numa peladinha que mostrou grande entrega, espírito de sacrifício e jogadas de entendimento que prometem, com mais trabalho e conhecimento entre os atletas, criar problemas aos adversários.
Porque a vertente a trabalhar era a vertente defensiva não se verificaram golos, mas não faltaram oportunidades e um cheirinho a qualidade que será aprumado com o passar dos dias. De um lado jogaram Stefanovic, Guilherme, Ilic, Sandro, Nelson, André Simões, Lourenço, Hélder Arruda, Ruizinho e Djaniny. Do outro alinharam Broetto, B10, Fabeta, Deyvison, Fernando, Pacheco, Minhoca, Moreira, Platini e Sylvestre.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Guilherme chega para a defesa

Defesa-direito de 20 anos reforça o sector defensivo do Santa Clara. É natural do Brasil e jogava no Goiás, clube do Brasil.

Guilherme, defesa-direito de 20 anos, é o décimo segundo reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas.
Natural de Brasília, Brasil, GuiAlherme é um jovem lateral com 1,78 metros e 72 quilos que alia o bom posicionamento defensivo à técnica e velocidade, características que contribuem para que, amiúde, apoie as acções ofensivas.
Guilherme Mascarenhas Santana fez a formação no Goiás e vestiu a camisola da selecção do Brasil no escalão sub-18. Representou ainda, por cedência a título de empréstimo, o Guarani.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Sandro ambiciona subir com o Santa Clara

Defesa-central é um jogador ambicioso e quer traduzir essa ambição em campo na defesa dos interesses do Santa Clara. A progressão na carreira, a título colectivo e individual, está nos seus horizontes.

Há sensivelmente três meses Sandro foi um dos jogadores que contribuiu para a vitória do Penafiel no confronto com o Santa Clara, vitória que praticamente permitiu aos nortenhos alcançar a permanência na Liga Orangina. Nessa altura, o defesa-central não imaginava que o futuro iria passar por um regresso aos Açores mas quer um futuro mais ambicioso do que aquele que viveu em Penafiel.
«Na altura que viemos defrontar o Santa Clara não pensei que iria regressar para vestir esta camisola, mas estou feliz pelo convite que me foi endereçado e aceitei-o porque quando vim para Portugal foi com o objectivo de progredir e vencer e é por isso que aqui estou», afirmou.
O central brasileiro é um jogador experiente e por aquilo que já viu na primeira semana de trabalho não duvida de que temos um «plantel competitivo» que vai «procurar a manutenção como primeiro objectivo», mas sem descurar ambições maiores. «Vamos pensar jogo a jogo, ponto a ponto e lutar pela vitória em todas as partidas».
Aos 28 anos, Sandro não descura o desejo de voltar à Liga Sagres, onde já jogou pelo Leixões e Olhanense. «Ambiciono voltar à Liga Sagres e se possível com o Santa Clara. Ainda é cedo para pensar nisso porque em primeiro lugar há que garantir a manutenção num campeonato muito competitivo e onde não existem favoritos, mas desejo voltar ao escalão principal e o Santa Clara é o clube certo para proporcionar um salto na carreira».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Sócios reúnem-se em Assembleia Geral

Reunião magna do Clube Desportivo Santa Clara tem por finalidade a apreciação e votação do orçamento para o exercício económico 2011/12 e a eleição de novos membros para o Conselho Santaclarense.

Os sócios do Clube Desportivo Santa Clara reúnem-se ao final da tarde desta quinta-feira, dia 7 de Julho, a partir das 19.00 horas, em Assembleia Geral Ordinária da qual constam dois pontos na ordem de trabalhos. Esta é a primeira reunião de sócios do Clube que se realiza após a transferência do futebol profissional para a SAD.
A apreciação e aprovação do orçamento das receitas e despesas e plano de actividades para o exercício económico de 2011/12 constitui o primeiro ponto da ordem de trabalhos, no qual serão dadas a conheces as actividades amadoras que o Clube Desportivo Santa Clara pretende desenvolver.
O segundo ponto da ordem de trabalhos está relacionado com a eleição de novos elementos para o Conselho Santaclarense, ao abrigo do artigo 77.º e seguintes. Caso à hora marcada não se reúnam pelo menos metade dos associados, a Assembleia Geral decorrerá uma hora depois com qualquer números de associados presentes.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Peladinha mostra sinais de entrosamento

Com uma semana de trabalho de campo os nossos jogadores já dão sinais de entrosamento. Treino desta quarta-feira revelou bons entendimentos ofensivos.

O plantel profissional do Santa Clara cumpriu na manhã desta quarta-feira, dia 6 de Julho, mais uma sessão de trabalho integrada no plano da pré-temporada 2011/12. Os jogadores evoluíram sob as ordens de Bruno Moura no relvado do complexo desportivo das Laranjeiras.
A manhã despertou quente e foi debaixo de um Sol quente que os nossos atletas cumpriram o habitual aquecimento, a que se seguiu trabalho de natureza técnica – condução de bola e pressão sobre o jogador que a conduzia – e finalização após movimentações ofensivas que obedecem à estratégia de jogo.
O treino que durou quase duas horas foi concluído com trabalho de posse de bola e a fechar uma peladinha em meio-campo com seis balizas. Oportunidade para ver vários golos e boas jogadas de entendimento, sinal de que o entrosamento começa a revelar-se.
Em campo, Bruno Moura dispôs as seguintes equipas: Stefanovic, Guilherme, Ilic, Edgar, Nelson, André Simões, Pacheco, Lourenço, Moreira, Sylvestre e Platini (laranja); Brice, B10, Sandro, Deyvison, Fernando, Fabeta, Minhoca, Hélder Arruda, Ruizinho, Djaniny (encarnado).

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Sylvestre quer fazer muitos golos

Avançado brasileiro tanto pode jogar no centro como nas alas. Em qualquer que seja a posição mostra-se disponível para ajudar o colectivo a alcançar os objectivos.

Uma semana de trabalho de campo foi suficiente para Sylvestre se integrar e perceber a qualidade que existe na nossa equipa de futebol profissional. O avançado brasileiro recrutado ao Volta Redonda está entusiasmado com a experiência que é jogar em Portugal.
«As primeiras impressões são as melhores possíveis. Temos uma equipa nova com bastante qualidade e acredito que iremos realizar um bom campeonato. A ideia é começar a vencer já nos jogos de preparação e tentar, mais à frente, discutir a subida», salientou.
O avançado de 26 anos quer fazer golos mas também pode jogar nas alas. «Tenho a ambição de fazer golos e espero marcar muitos porque se os fizer estarei ajudando o Santa Clara a vencer e com isso poderemos discutir objectivos mais ambiciosos. Espero contribuir para o sucesso da melhor maneira possível», disse.
Em Portugal, o futebol é um pouco diferente do que se pratica no Brasil, mas esse pormenor não será problema para Sylvestre. «O futebol português é mais forte e mais rápido mas vou lutar bastante para ajudar a equipa a dar muitas alegrias aos adeptos».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Novas cores no relvado!

Pouco mais de doze horas depois da apresentação oficial dos novos equipamentos, os nossos jogadores treinaram com a nova indumentária.

A apresentação oficial dos novos equipamentos do Santa Clara Açores, Futebol SAD, já com o emblema da Sociedade Anónima Desportiva incorporado na camisola e nos calções, decorreu ao final da tarde da passada segunda-feira e, na manhã desta terça-feira, dia 5 de Julho, os nossos atletas já envergaram os equipamentos no treino.
O vermelho vivo salta à vista e é a cor predominante, mas o verde dos guarda-redes também sobressai e o equipamento alternativo, azul e branco em duas listas verticais, também oferece mais vida à indumentária que os nossos atletas vão envergar de agora em diante.
Se na cerimónia de apresentação apenas o equipamento principal estava disponível para os sócios e simpatizantes apreciarem, na manhã de hoje, e ultrapassadas algumas questões de logística de transporte, já foi possível mostrar as cores alternativas do Santa Clara Açores, Futebol SAD.
Tal como na véspera, três jogadores vestiram os equipamentos. Desta vez coube ao guarda-redes Stefanovic, ao defesa Ilic e ao médio açoriano e capitão de equipa, Pacheco, envergarem as indumentárias que o Santa Clara utilizará na temporada 2011/12.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Defesas também sabem atacar!

Treino matutino desta quarta-feira, dia 5 de Julho, revelou que a capacidade ofensiva da nossa equipa pode nascer no sector defensivo. Humidade apareceu em força…

Foi numa manhã húmida de quarta-feira que o plantel profissional do Santa Clara cumpriu mais uma sessão de trabalho, não se poupando os jogadores a esforços, procurando dar sempre o máximo em prol do melhor rendimento e da melhor resposta aos exercícios propostos pelo treinador, Bruno Moura.
O habitual aquecimento abriu as hostilidades para mais uma sessão de treino, a que se seguiu trabalho técnico de condução de bola, primeiro com o pé direito e depois com o esquerdo para que ninguém se baralhe. Depois abriu-se o espaço para o trabalho de posse de bola e pressão sobre quem a conduzia, finalizando-se a manhã com uma peladinha em metade do relvado do estádio de São Miguel.
Foi aqui que os defesas mostraram que podem ser uma alternativa às movimentações ofensivas que têm sido trabalhadas pelos homens da frente, principalmente quando for necessário criar desequilíbrios. Foi isso que Ilic fez ao combinar com Sylvestre, apontando o sérvio o único golo da peladinha.
De azul jogaram: Stefanovic, Fabeta, Sandro, Deyvinson, Fernando, André Simões, Minhoca, Hélder Arruda, Ruizinho e Djaniny. De vermelho alinharam: Broetto, B10, Ilic, Edgar, Nelson, Pacheco, Lourenço, Moreira, Platini e Sylvestre.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Pacheco motivado para uma época positiva

Médio luso-canadiano acredita num bom desempenho da nossa equipa na época 2011/12 mas pede tempo para os reforços se integrarem. Aprova a contratação de Minhoca e elogia Ruizinho.
Pacheco foi o primeiro jogador do Santa Clara Açores, Futebol SAD, designado a comparecer nas habituais conferências de Imprensa para falar aos jornalistas e na abertura de mais uma época deixou claro que os objectivos colectivos e pessoais são para conquistar semana após semana.
«Esperamos todos um Santa Clara muito empenhado e dedicado. A equipa é praticamente toda nova, estamos em processo de assimilação e é preciso tempo para que os jogadores que chegaram apreendam os mecanismos que o treinador quer implementar. O objectivo? Encarar cada jogo com intenção de vencer», disse.
O médio que recentemente esteve na Gold Cup ao serviço da selecção do Canadá está satisfeito por poder iniciar a pré-época sem lesões, um factor que poderá ser positivo para o seu rendimento. «A minha intenção é sempre dar o máximo e é isso que vou procurar fazer com o intuito de corresponder às expectativas. Naturalmente que é sempre bom iniciar a pré-temporada sem lesões, sem qualquer tipo de constrangimento físico», referiu.
Para além de Pacheco, o plantel do Santa Clara engloba ainda outro açoriano, Minhoca, e pode ver acrescentado mais um, Ruizinho, que será nosso jogador na equipa amadora mas que está a realizar a pré-temporada com a formação profissional. O nosso capitão aprova a presença de mais açorianos na equipa. «Vejo com muito agrado a presença deles aqui. Estão soltos, não têm receio e se continuarem assim serão, sem dúvida, bons reforços».

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Jogadores desfilam os novos equipamentos

Já com o emblema da SAD, os novos equipamentos do Santa Clara são mais um sinal de inovação, criatividade e cumprimento de uma das várias metas estabelecidas.

O auditório da Junta de Freguesia de Santa Clara, em Ponta Delgada, foi o palco escolhido pela Administração da Santa Clara Açores, Futebol SAD, para apresentar aos sócios e simpatizantes os novos equipamentos de jogo e de treino para a temporada 2011/12.
Em muito semelhantes ao da época transacta, onde o vermelho é a cor predominante no equipamento principal e o azul e branco – em homenagem aos Açores – figuram no alternativo, a principal diferença está no emblema: agora é o logótipo da SAD que figura nas camisolas e nos calções.
Mais uma vez produzidos pela Lacatoni e com o patrocínio da Açoreana Seguros – o contrato foi renovado na mesma ocasião para a nova temporada – para além, claro está, do patrocínio do Governo dos Açores, a apresentação dos equipamentos assinala mais um momento ímpar na vida da colectividade e em particular da SAD que, passo a passo, vai cumprindo os objectivos propostos.
Os açorianos Minhoca e Hugo Viveiros e o defesa Fernando foram os jogadores que mostraram os novos equipamentos do Santa Clara Açores, Futebol SAD, desfilando para os presentes com as cores e o emblema e o emblema que os nossos atletas vão envergar no campeonato da Liga Orangina, na Bwin Cup e na Taça de Portugal.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Deyvison treina à experiência

Defesa-central brasileiro chegou para mostrar o seu valor ao nosso treinador. Período de avaliação vai até ao final da próxima semana. Se deixar boas indicações poderá integrar o estágio.

O plantel do Santa Clara recebeu mais um jogador para treinar à experiência. Trata-se do defesa-central brasileiro Deyvison, atleta de 22 anos com boa estampa física que joga preferencialmente com o pé esquerdo. Chegou directamente do Brasil e terá até ao final da próxima semana para mostrar as suas qualidades.
Deyvison já integrou os dois treinos desta sexta-feira e reunir as características e qualidades desejadas por Bruno Moura poderá ver alargado o período de observação ao estágio que decorrerá em Quiaios, durante o qual o Santa Clara realizará vários jogos de preparação, podendo nessa altura aquilatar-se melhor das referências obtidas.
Recorde-se que para além de Deyvison, na nossa equipa também treina à experiência o guarda-redes francês Brice Niclos, de 21 anos.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA

Trabalho ofensivo reforçado

Treino matutino desta sexta-feira incidiu nos aspectos ofensivos, incluindo trabalho de finalização. Bruno Moura já orientou uma peladinha de dez contra dez.

A preparação do plantel do Santa Clara para a temporada 2011/12 prossegue dentro do planeado e nesta sexta-feira, dia 1 de Julho, houve nova sessão dupla de trabalho com treino de manhã à tarde com o objectivo de reforçar o entrosamento entre os jogadores que nesta fase inicial estão a conhecer-se.
O treino matutino começou com o indispensável aquecimento com bola durante o qual os nossos atletas trabalham aspectos de natureza técnica, avançando depois para jogadas de um contra um e dois contra dois com o objectivo da dupla que está a defender tentar roubar a bola a quem está a atacar. Trabalham-se as combinações, a criatividade e o posicionamento táctico num só exercício.
A terminar, treino de finalização com duas balizas – quem não finaliza na primeira avança para a segunda – e peladinha com duas equipas de dez jogadores. De verde alinharam: Broetto, B10, Sandro, Deyvison, Fernando, Minhoca, Ruizinho, Platini, Hélder Arruda e Djaniny. De vermelho jogaram: Stefanovic, Fabeta, Edgar, Ilic, Nelson, André Simões, Pacheco, Lourenço, Moreira e Sylvestre.

fonte: site oficial do CLUBE DESPORTIVO SANTA CLARA